PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Por que você também é responsável pelos problemas da água no mundo

Sri Prem Baba

05/01/2018 04h00

Crédito: iStock

Pode não parecer fácil encontrar essa conexão, mas a verdade é que somos todos criadores da realidade desse planeta. Se é verdade que o externo é somente um reflexo do interno, então a resposta está dentro de nós, não fora. Assim, as ações práticas que podemos realizar para cuidar dos problemas da água em todo o mundo precisam primeiro nascer dentro de cada um.

As águas em suas manifestações tão intensas (escassez, chuvas devastadores, tsunamis) têm buscado nos dar um recado, apontando uma direção. Porém, em termos coletivos, ainda temos uma consciência muito rebaixada, com extrema dificuldade de escutar esse recado. Estamos no centro de um movimento profundo de transformação planetária, no qual precisamos enxergar a realidade para entendermos onde podemos chegar como humanidade, tornando-se vital que escutemos e levemos a sério essa mensagem.

Se você, como indivíduo, já está fazendo ações externas para cuidar da água ao seu redor, o meu convite é para que escute também o recado das águas dentro de você. Elas representam nossas emoções mais profundas, nosso coração. Essa é uma grande chance de irmos além das vozes da mente condicionada para escutarmos com atenção aos rios de sentimentos negados presos em nosso interior. São eles os causadores de tanto sofrimento e infelicidade.

Perceba que não tem como criarmos uma cultura de paz e prosperidade nesse mundo enquanto carregarmos esse tão pesado fardo que são nossas mágoas –muitas vezes esquecidas em um quarto escuro do nosso inconsciente. Uma pessoa feliz de verdade não destrói nada. E a felicidade autêntica –essa que vem de dentro– está intimamente relacionada com a nossa capacidade de amarmos e criar união.

Nós estamos reproduzindo na esfera coletiva as mesmas dificuldades que vivemos em nossos relacionamentos afetivos, na nossa família, com nossos vizinhos, com quem está perto. Estamos em um colapso planetário? Se não estamos no colapso, estamos na porta dele e precisamos rever nossos comportamentos urgentemente.

Transformamos a água em um bem comercial. Isso precisa ser revisto. Se olharmos a água pelos olhos da espiritualidade, veremos que ela é a pura manifestação do feminino, receptiva e misericordiosa, sempre nos ensinando sobre a humildade, a aceitação e a doação. Se não quiser ir tão longe, aceite apenas o fato de que é ela a fonte da nossa própria vida e está ameaçada.

Essa é mesmo uma situação muito complexa e também um tema que me toca profundamente. Este ano acontecerá o Fórum Mundial da Água e, agora em janeiro, nos dias 11 e 12, o evento Águas Pela Paz, no Museu Nacional da República, em Brasília, onde teremos a oportunidade de criarmos diálogos multidisciplinares a respeito desse tema para que possamos identificar aquilo que temos feito para contribuir com essa questão tão crítico.

Que possamos assumir nossa responsabilidade nessa situação e colaborar para minimizar o impacto desse grande desequilíbrio praticamente irreversível.

Que possamos olhar para dentro e cuidar das nossas águas interiores, contaminadas pelo ódio e pelo desamor.

Sobre o autor

Nascido em São Paulo, Sri Prem Baba estudou psicologia e ioga. É discípulo do mestre indiano Sri Sachcha Baba Maharaji Ji, da linhagem Sachcha, e idealizador do movimento global Awaken Love. Seu trabalho une conhecimentos para fortalecer valores humanos, espirituais e sociais. Hoje, existem centros representativos de sua missão na Índia, Estados Unidos, Europa, Israel, Argentina e Brasil. É autor dos livros “Amar e Ser Livre - As Bases Para uma Nova Sociedade”, “Transformando o Sofrimento em Alegria” e do best-seller “Propósito – A Coragem de Ser Quem Somos”.

Sobre o Blog

Ensinamentos para o bem-viver com foco em autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Conteúdos profundos abordados de forma prática sobre relacionamentos, propósito de vida, prosperidade, sustentabilidade, educação, crise planetária e espiritualidade, entre outros.

Blog do Prem Baba